Início > Divagações > Cada um merece o ópio que tem

Cada um merece o ópio que tem

Café, rotina, computadores, televisão, esmaltes, redes sociais, grifes, gadgets, futebol, big mac, piriguetes, música, dinheiro, conforto, chicotes, teatro, informação, fotografia, cigarro, amor, rock’n’roll, mainstream, underground, cerveja, espelhos, solidão, efusão, café da manhã na cama, tazos, anéis de latas de alumínio, memes, gatos, pornografia, rua augusta, igreja universal, micareta, festival, instant messenger, sms, 21 centavos fale-o-quanto-quiser, onanismo, sexo verbal, sexo a dois, sexo com mais de dois, trollar, kibar, repercutir, sorrir com 100 RTs, livros, bolachões, 2 marcas de refrigerante de cola, i-qualquer-coisa, sofativismo, croutons, encaminhar e-mails pedindo doações, apresentações de slides que atingem o âmago da alma, apresentações de slides que sequer tocam a superfície, esnobar, abraçar forte sem conhecer direito, deixar pra conhecer direito depois, mmorpg, vomitar sozinho, vomitar com os amigos, vomitar longe de quem acabou de conhecer, som alto, nem ligar, rir, registrar, criticar, opinar, reclamar, lembrar, regozijar, muitas calorias, deixa pra segunda, gozar uma, gozar duas, gozar onde não pode, gozar com quem não pode, errar, se arrepender, demonstrar, afeto, disposição, chocolate, bom dia, durma bem, adorar a sexta-feira, adorar a segunda-feira, por que não?, ídolos, anti-heróis, conspirações, métricas, prazos, deadlines, traço fino, traço forte, amém, vai se foder, vintage, politicagem, confusão, prazer, dor, manhãs, madrugadas, cinema em casa, zippos, graves, ruivas, bebês, lingeries, funk alto no ônibus, funk no fone de ouvido alheio e só, céu azul, céu cinza, céu rosa, apartamento grande, distância pequena, euforia, estados mentais alterados, metrô vazio, ceia cheia, nostalgia, imagens bizarras, imagens alegres, a mãe, o pai, os avós, os irmãos, os primos, o primeiro beijo da vizinha, o primeiro beijo da colega de escola na 2ª série, a primeira mão boba, o primeiro negativo de muitos resultados de exames de sangue, o primeiro negativo revelado, a última pedra e o primeiro perdão.

Cada um merece o ópio que tem, o vício que agradavelmente o consome, que o faz ser único e que dá o direito de ser distante de quaisquer tendências, inclusive as deste texto.

Eu acho que consegui juntar um pouco do que eu reparei que as pessoas que eu conheço gostam e de certa forma pode ser uma homenagem a quem está na minha vida, que já passou ou que um dia irá embora da minha vida. Um passo no leito do rio, certo ou errado, tropeço ou sorte, tem poder de mudar o curso dele para sempre.

Anúncios
Categorias:Divagações
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: